Posts com Tag ‘ufpr’

Divulgando o evento  promovido pelo pessoal da PPGAS – UFPR que ocorrerá na próxima semana na Reitoria da UFPR:

1264047_654840247868724_916196075_o

Convida a todas e todos interessados a prestigiar a exposição do(s )trabalho(s ) desenvolvido pelo projeto em parceria com os alunas e alunos do 3°IA do Colégio Estadual Leôncio Correia. A exposição ocorrerá entre os dia 19 e 20 de novembro. 

Acontece nos dias 19, 20 e 21 de novembro de 2012 no Auditório Gregor Mendel (PUCPR) o curso Fundamentos Teóricos da Sociologia – Pressupostos Metodológicos, que se propõe a ser um espaço de formação e capacitação profissional que oportunizará aos professores da Educação Básica, da disciplina de Sociologia, a condição de refletir, ampliar e enriquecer o conhecimento.

Comprometidos com a qualidade da educação, com o ensino de Sociologia no Ensino Médio e com os professores da rede pública, a SEED, PUC-PR e UFPR, propõe este curso por entender que a formação continuada é o caminho para aprimoramento dos conhecimentos e renovação das práticas pedagógicas no processo ensino e aprendizagem.

Nesse sentido, o curso é proposto para promover aprofundamento teórico-metodológico, bem como promover discussões sobre os conteúdos que se ensina e as condições didáticas para ensiná – lo, contribuindo assim para uma transposição didática que possibilite um aprendizado consistente por parte dos educandos.

Programação

Mini Cursos – Fundamentos teóricos da Sociologia – Pressupostos Metodológicos

1 – Processo de Socialização e as Instituições sociais.
2 – Cultura e Industria Cultural.
3 – Trabalho: abordagens possíveis.
4 – Poder, Política e Ideologia.
5 – Direitos, Cidadania e Movimentos Sociais.
6 – Metodologia de Ensino – Elaboração de Plano de Aula.

Mesa Redonda 1- Direitos Humanos e Movimentos Sociais: A legislação educacional em debate.
Mesa Redonda 2- Políticas Públicas e Educacionais: O Ensino de Sociologia e Inclusão Social.
Mesa Redonda 3 – Sociologia e Educação Básica: Cenário Nacional em discussão.

Oficina 1: Socialização e Instituições Sociais.
Oficina 2: Cultura e Arte.
Oficina 3: Trabalho.
Oficina 4: Poder, Poder e Ideologia.
Oficina 5: Direitos e Interculturalidade.
Oficina 6: Análise e elaboração de atividades avaliativas de Sociologia.

Exposição de Banners – Experiências dos estágios, das práticas e do PIBID (alunos universitários).

Segue a grade com as atividades que ocorreram durante o evento:

evento_sociologia

Mais informação em:http://www.sociologia.seed.pr.gov.br/

Direto da coordenação do curso de Ciências Sociais:

Caros    Estudantes    amanhã  voltamos  as  aulas.

Abaixo  seguem  algumas   das  decisões  tomadas hoje no CEPE/UFPR.

Todos  estes  aspectos  e  outros –    serão discutidos  com os professores, mas   as  aulas  começam amanhã dia  18   de setembro.

Venham   para  as   aulas   com disposição, energia   e vontade  de  dar  sequencia  ao curso.

Grande abraço  a  todos/as

Marlene

 

NOVO Calendário   das  aulas  2012.1

 

 Parte I

Ficou aprovado que  as aulas serão reiniciadas AMANHÃ, dia 18/9/2012 e o

primeiro semestre terminará no dia 17/10/2012.

Os exames finais das disciplinas de regime semestral acontecerão de 18 a    22 de outubro.

 

Demais detalhes do calendário:

24/10/2012- prazo final para digitação das notas e freqüências pelos

professores

 

25/10 a 05/11 correção de matrícula dos alunos na coordenação do curso

 

29/10/2012 início do segundo semestre

 

22/12/2012 a 20/01/2012: recesso escolar e férias dos docentes

 

02/03/2013: final do segundo semestre

 

18 a 23 de março de 2013: exames finais do segundo semestre.

 

A reposição de aulas poderá ´rever atividades didáticas não presenciais

programadas e desenvolvidas   através de exercícios à distância ou de

exercícios domiciliares. Os professores estarão autorizados a tal  planejamento desde que apresentem o mesmo à Chefia Departamental e à  Coordenação do Curso

 

Parte II

Os professores que já integralizaram as atividades das disciplinas

semestrais do 1º semestre poderão iniciar o segundo semestre em 24/09/2012

desde que o seu plano de ensino seja aprovado pela unidades responsável – pleno do departamento e colegiado do curso , e ainda pelo Conselho  Setorial

..

22 de dezembro de 2012 a 20 de janeiro de 2013: recesso escolar e férias  dos professores.

 

 

 

 

 

Na próxima quarta-feira (30 – é amanhã), professores, servidores técnico-administrativos e estudantes da UFPR estarão reunidos em uma assembleia comunitária, que será realizada no pátio da Reitoria da Universidade.

A atividade, que tem início marcado para as 9 horas, é convocada pelas três entidades representativas na UFPR: Associação dos Professores da Universidade Federal do Paraná (APUFPR-SSind), Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Terceiro Grau Público de Curitiba, Região Metropolitana e Litoral do Estado do Paraná (SINDITEST) e Diretório Central dos Estudantes (DCE).

Na reunião serão debatidos os principais aspectos das mobilizações e greves que estão ocorrendo nas Instituições federais de ensino superior de todo o país.

Na UFPR os professores estão em greve desde o dia 17 de maio. Entre as reivindicações da categoria estão a reestruturação da carreira docente, a valorização dos professores e melhorias nas condições de trabalho.

Os servidores técnico-administrativos aprovaram indicativo de greve para o dia 11 de junho, reforçando também as mobilizações de outras categorias do serviço público federal.

Os médicos do Hospital de Clínicas da UFPR decidiram hoje (23) paralisar as atividades eletivas do Hospital a partir de segunda-feira (28), como resposta à redução de salários implantada pelo governo federal através da Medida Provisória 568.

A MP é a mesma criticada pelos docentes das federais, uma vez que que o governo se utilizou dela como artifício para vincular o reajuste de 4% dos docentes das federais com a retirada de vários direitos de docentes e demais categorias do serviço público federal.

Entre os direitos retirados estão a alteração dos critérios de concessão de adicionais de insalubridade/periculosidade, que passam de percentuais sobre o salário para valores fixos, e a redução de 50% dos salários dos médicos e médicos veterinários federais, com a criação da Vantagem Pessoal Nominalmente Identificada (VPNI). Essa redução salarial atinge mais de 48 mil médicos do ministério da saúde e do MEC, incluindo os profissionais de hospitais universitários.

Esses profissionais são fundamentais para produção do processo de ensino, pesquisa e extensão nos hospitais universitários públicos.

O Comando de Greve dos Professores da UFPR apóia os médicos nesse movimento e repudia a atitude do governo, que retira direitos constitucionalmente consolidados.


Os estudantes de ciências sociais da UFPR reunidos em assembleia, no dia 23 de maio de 2012, tendo como pauta, a greve dos professores e o posicionamento estudantil, se depara com uma inusitada situação, na frente de todos os presentes, a coordenadora do curso ameaça processar um estudante!

O Centro Acadêmico de Ciências Sociais (CACS) convidou a coordenadora do curso, Prof. Marlene Tamanini, para esclarecer sua posição, com o debate acumulado na reunião de colegiado, em relação à este momento de greve e sobre questões administrativas do curso. Esteve presente, também, na composição da mesa da assembleia o Prof. Ricardo Costa, representando o Comando de Mobilização da greve dos professores. A relatoria na íntegra pode ser vista no blog dos estudantes de Ciências Sociais.

Em um primeiro momento da assembleia, a mesa decidiu que seria o espaço para a nossa coordenadora expor o que já haviam debatido no curso a respeito da greve, e para o Prof. Ricardo explicar como se dá o processo de greve dos professores, suas pautas e suas implicações. Após isso seria aberto para perguntas aos dois.

Após o término da fala da coordenadora, enquanto o Prof. Ricardo fazia sua fala ele foi interrompido pela Prof. Marlene inapropriadamente, pois a sua vez de falar já havia terminado sem interrupções. Diante desta interrupção, vários participantes da assembleia se manifestaram com o intuito de manter a ordem e o bom funcionamento da assembleia e para garantir o direito de fala sem interrupções aos participantes. A reação da coordenadora em relação à manifestação da plateia foi extremamente exagerada, levantou da mesa, disse que iria se retirar, falou alto, e chegou ao cúmulo de ameaçar de abertura de um processo disciplinar contra um dos estudantes presentes na assembleia, pelo fato de ele ter sido mais enfático ao pedir que ela respeitasse a fala do Prof. Ricardo. Depois de todos insistirem, inclusive o aluno em questão, que ela voltasse a mesa para terminarmos a primeira parte da assembleia, ela aceitou e ficou por mais um pequeno período na assembleia.

Nós não aceitaremos que nenhum estudante seja vítima de represálias por se manifestar por uma questão de ordem durante a assembleia (estudantil, diga-se de passagem). Este tipo de ameaça não é a atitude esperada num momento em que a liberdade de expressão está tão amplamente difundida, onde devemos incentivar a participação política dos estudantes, professores, técnico-administrativos, terceirizados, etc. Esta situação se apresenta ainda mais grave quando se trata de uma professora de Ciências Sociais, com um grande conhecimento teórico acumulado por anos de estudos e publicações, que certamente conhece aprofundadamente a luta pelas conquistas democráticas que passaram os trabalhadores.

Entendemos que a reação da professora foi um exagero momentâneo e que, num segundo momento, refletindo a respeito, perceberá o exagero de sua atitude, mas se a ameaça de processo se cumprir, o movimento estudantil não medirá esforços para reverter esta situação. Temos certeza que não estaremos sozinhos nesta luta, e todos aqueles que concordam com a participação política dos estudantes em seus processos de luta, empunharão juntos esta bandeira.

Contra toda perseguição aos estudantes que lutam

Que os estudantes não se curvem frente as ameaças

Nota aprovada por consenso em assembleia dos estudantes de Ciências Sociais da UFPR, Curitiba, quarta-feira, 23/05/2012.